Início Notícias Varejo Matcons: dezembro ficou no negativo

Varejo Matcons: dezembro ficou no negativo

O clima mais otimista de consumidores e empreendedores em relação às condições econômicas do País influenciaram positivamente os resultados do varejo de material de construção. No entanto, conforme dados coletados pelo Sistema Azure em 210 pontos de venda (105 empresas de pequeno e médio portes), distribuídos na Região Metropolitana de São Paulo, Interior Paulista e Baixada Santista, o desempenho obtido pelo setor no ano passado serve somente como um aleto para 2020.

Em dezembro, o Índice de Reajuste de Preços de Venda Azure – Material de Construção (IRPA) contou com uma variação de 0,47%. Com isso, 2019 terminou com um aumento nos preços dos materiais de construção no varejo de 6,27% – valor que deve ser bastante superior à inflação oficial.  Somente como comparação, o IRPA de 2018 ficou em 4,01%.

O faturamento médio também não apresentou performance positiva em dezembro. Esse indicador caiu pelo segundo mês consecutivo e atingiu os R$ 580.573,00. A média anual chegou aos R$ 620.597,00, o que representou uma elevação considerável em relação ao ano anterior, com R$ 515.885,00.

Já a margem bruta do segmento cresceu pela quarta vez consecutiva e chegou aos 34,92% – o melhor resultado de 2019. A média anual contou com uma pequena variação positiva de 0,03 ponto percentual, passando de 33,49%, em 2018, para 33,52%, em 2019.

Já em sentido contrário, o tíquete médio sofreu nova queda em dezembro e chegou aos R$ 146,19. Tal desempenho foi o menor registrado pelo estudo no ano. Mesmo assim, o número alcançado se mostrou superior ao obtido no mesmo período de 2018, que ficou em R$ 139,51.