A Latam Retail Show – Congress & Expo, edição 2019, realizada entre os dias 27 e 29 de agosto, no Expo Center Norte, São Paulo (SP), contou com várias atrações, líderes setoriais e a presença maciça de políticos, como João Doria Júnior, governador do Estado de São Paulo, na abertura, e Carlos Massa Ratinho Júnior, governador do Paraná, e Romeu Zema, governador de Minas Gerais, que palestraram no segundo dia de programação.

Vale a pena ressaltar que, apesar do ingresso do congresso ser pago, muito do conteúdo poderia ser usufruído gratuitamente. Os empresários do varejo que não puderam comparecer ao evento perderam uma ótima oportunidade para conhecer a aplicação de novas tecnologias in loco e práticas, experiências e conceitos que estão sendo utilizados por gigantes do comércio mundial. Foram cinco salas inteiramente dedicadas a repassar conhecimento aos visitantes, na maioria das vezes sem custo algum.

Tendência em alta no varejo mundial

Um dos pontos altos do congresso ficou por conta de Eduardo Yamashita, sócio-diretor da GS& Inteligência, que apresentou os dados da pesquisa Global Ebeltoft: Phygital Retail, realizada em 11 países. Entre as tendências verificadas nos principais mercados do mundo estão as parcerias. Eduardo citou vários acordos firmados, como: Carrefour e Google, na França, em relação ao marketing digital; Kroger e Microsoft, experiência de loja; Wanda Group e Tecent, no ambiente de shopping com o uso de realidade virtual, realidade aumentada e integração; Sobeys, segunda maior varejista de alimentos do Canadá, e Ocado, supermercado online britânico, com o emprego do Customer Fulfilment Centre (CFC); e Amazon e Kohls, rede lojas de roupas dos Estados Unidos, que conta com 1.158 pontos de vendas, que cedeu suas lojas para a devolução de itens adquiridos na gigante da internet.

Além disso, Eduardo indicou as principais tecnologias para os próximos anos. Essa lista é encabeçada pela Inteligência Artificial, com 27% de nível de impacto, seguida por voice commerce (compra por voz), com 20%, e reconhecimento de imagem/facial, com 17%. Também foram citadas a realidade aumentada (15%), blockchain (13%), realidade virtual (12%), lojas autônomas (11%) e robotização de lojas (8%).

Essa matéria foi útil?