Espaço Publicitário

Dados coletados pela Boa Vista mostram uma alta de 5,1%, entre os meses de fevereiro e março, no número de registro de inadimplentes. O indicador apresenta no 1º trimestre de 2022 uma elevação de 9,2% em comparação ao mesmo período do ano passado e de 6,7% em relação ao 4º trimestre de 2021.

Fonte: Boa Vista

Para os analistas da Boa Vista, “pesa sobre a capacidade dos consumidores de manter as contas em dia a combinação de inflação e juros elevados, a expectativa de que este quadro possa perdurar por mais tempo e as baixas projeções de crescimento que podem inibir a contínua recuperação do mercado de trabalho”.

Foi divulgado ainda detalhes sobre a recuperação de crédito, que contou em março com aumento de 6,4%, tendo como referência o mês anterior, e 13,6% na comparação entre os primeiros trimestres de 2022 e 2021. No entanto, é feito um alerta, pois parte dessa recuperação também se deve ao aumento no fluxo de inadimplentes, que tem sido forte. “No entanto, livrar-se das restrições de crédito não elimina o risco de crédito, tanto que a projeção é de elevação na taxa de inadimplência ao longo deste ano”, segundo informações da Boa Vista.

Fonte: Boa Vista

Espaço Publicitário